Fim da mordomia para a turma da lacração : Governo ‘passará a tesoura’ na Lei Rouanet

O ministro da Cidadania Osmar Terra,  vai reduzir de 60 para 10 milhões de reais o valor máximo captado pelas empresas para o incentivo a projetos culturais.

Caixa Econômica Federal, Banco do Brasil, Petrobras e BNDES passarão a patrocinar projetos com artistas desconhecidos.

O nordeste e o interior do Brasil terão prioridade nessas captações e não mais o eixo Rio/SP, como acontece hoje.

Parte dos ingressos (10,20, 30 e até 40% … dependendo do projeto) será destinado exclusivamente para pessoas de baixa renda.

Saiba mais no vídeo abaixo:

 

Um comentário sobre “Fim da mordomia para a turma da lacração : Governo ‘passará a tesoura’ na Lei Rouanet”

Deixe uma resposta