MST invade fazenda do médium João de Deus em Goiás

Mulheres do Movimento Sem Terra (MST) e do Movimento Camponês Popular (MCP) invadiram na manhã desta terça-feira (13) uma fazenda do médium João de Deus, preso em Goiânia desde 16 de dezembro, acusado de abuso e violência sexual.

A propriedade, que está sub judice, tem aproximadamente 600 hectares e fica próxima a uma rodovia estadual.

A invasão, conforme o MST, faz parte da Jornada Nacional de Lutas das Mulheres Sem Terra que começou na última semana com mobilizações em todo país.

Mais de 600 mulheres denunciaram o médium por abuso sexual. Em depoimento à polícia, João de Deus afirmou ter seis fazendas em Goiás.

“Por esses e tantos outros motivos, as mulheres Sem Terra ocupam hoje um território que é fruto do abuso, do estupro e da violência”, afirma o MST em nota, segundo o Congresso em Foco.

Leia Mais:

 

Deputado (PSL-SP) processa revista IstoÉ por fake news

Planalto não admite falta de conclusão sobre atentado a Bolsonaro

Planejando uma viagem? Saiba quais os direitos dos passageiros para não perder dinheiro

 

Deixe uma resposta