BuzzFeed usa morte de Boechat para atacar Bolsonaro

BuzzFeed utilizou seu perfil verificado na rede social Twitter para atacar o Presidente da República com as palavras do recém-falecido jornalista Ricardo Boechat.

Ricardo Boechat, jornalista, apresentador e radialista do Grupo Bandeirantes, foi uma das vítimas fatais de um acidente de helicóptero no início da tarde desta segunda-feira (11) na rodovia Anhanguera, em São Paulo.

O clima é de comoção nas redes sociais, principalmente nas redações dos jornais. Após as terríveis tragédias enfrentadas pelo Brasil no início deste ano de 2019, a morte de um renomado profissional como Boechat está sendo um choque.

No entanto, ao que parece, não são todos os jornalistas que estão comovidos com a morte de Boechat. A turma do BuzzFeed pode ser citada como exemplo.

O perfil BuzzFeedNewsBR na rede social Twitter decidiu publicar um vídeo na tarde desta segunda-feira (11) com críticas feitas por Boechat, em 2016, contra o então deputado federal Jair Bolsonaro.

No momento de publicação desta matéria, o vídeo já foi compartilhado mais de 2 mil vezes. No entanto, apesar do alto engajamento, a maioria dos comentários são negativos.

“Eu desejo toda a indiferença para gente como vocês, incapazes de distinguir a dor humana de uma militância medonha. Que o tempo cumpra com seu dever e os descartem na vala dos miseráveis”, diz Alexandre Sampaio.

“Que sem noção! Aproveitar da morte de alguém para política!”, disse Ana Noemi.

“Eu não acredito que vocês estão usando a morte recentíssima de Boechat para fazer politicagem! Aproveitadores cretinos!”, disse Henrique Oliveira.

Confira a fatídica publicação do BuzzFeed logo abaixo:

 

Leia Mais:

“Minha solidariedade à família do profissional e colega que sempre tive muito respeito.” Lamenta Bolsonaro a morte de Boechat

 

2 comentários sobre “BuzzFeed usa morte de Boechat para atacar Bolsonaro”

  1. O perfil Buzz Feed News BR na rede social Twitter , não deveria nem existir mais pela falta de ética e respeito a família do jornalista Boechat

Deixe uma resposta